É Permitido Indignar-se Contra o Cristianismo Intitucionalizado?

Quero trazer à baila um vídeo que pode evidentemente ser retirado do “ar”, mas que enquanto estiver publicado, poderá ser visto facilmente clicando neste quadro abaixo e ser assistido diretamente da Fonte.

 

Se trata de uma constatação pública, uma denúncia e uma severa crítica, do Católico Romano, Sr. Bernardo P. Küster, onde ele fala sobre a presença do Petismo no altar de uma das mais importante de todas as Igrejas Católicas do Brasil – a Igreja da Sé em São Paulo e sob a batuta dos maiores líderes Católicos Brasileiros, que podem, diante da morte de um Papa Francisco, por exemplo, serem candidatos ao cargo de Papa. Os Cardeais da mais elevada dominação e governança do Mundo Católico.

Serei extremamente claro e não pouparei o Mundo evangélico, que é à semelhança deste ambiente de prelados, uma vergonha na esmagadora maioria de sua condição real e atual.

E assim, vou firmando assento como alguém que está a perder completamente a fé nas instituições da Igreja Cristã, do Estado (já faz tempo) e em breve na Humanidade – porque não vejo as pessoas interessadas em absolutamente nada que seja consistente e perene, só se dedicam, em sua esmagadora maioria a “comer, beber, sexo e outras coisas apenas materiais” – testificando assim um dos sinais dos tempos.

Escrevi ao nobre Bernardo que apaixonado por sua Igreja fez este vídeo que coloquei aqui e minha manifestação está aqui reproduzida como um testemunho de que eu não me escondi e como cidadão, cristão e teólogo, entendo as coisas sob uma luz bem diferente da que tenho verificado em toda parte.

Meu título no canal dele (na seção de comentários e texto é este aqui):

DAR-SE-IA O CASO DE BERNARDO LER ISTO?

Bem, não é de hoje que se sabe que a Igreja Católica Romana é metida em toda sorte de falcatruas e esquemas – não é preciso ser Protestante ou Crítico Religioso – é suficiente pegar uma Enciclopédia Mirador Internacional ou a Barsa mesmo e ler sobre a bagaceira histórica.

(1) Envolvimento com política e politicagens de toda desgraça na Europa, na África e na América Latina;

(2) Aqui no Brasil, tu mesmo Bernardo, estás a providenciar um documentário (filme) sobre o lixo da Teologia da Libertação que tem o alvo de arrombar com a higiene mental dos cristãos e isto é obra de onde?;

(3) A CNBB e estes ilustres Cardeais que estás criticando são isto mesmo: comunismo e o Papa Francisco ama este esquema porque ele é Jesuíta e apenas Zé Manés que não leem nada sobre a pauta, não sabem que o alvo dos Jesuítas é controlar o Mundo e fazem isto o tempo todo, tentando sabotar desde dentro o Comunismo, os Bilderberg’s e até com incursões de aproximação com o Califado Islâmico – mas, como nos adverte o notável Olavo de Carvalho: vai levar farelo! —–

(4) O problema, é que, se as pessoas realmente estudassem a Bíblia com seriedade perceberiam que esta enorme “empresa religiosa” não tem nada de “espiritualidade real” faz tempo. Queres uma prova esmagadora? Se a Igreja Católica Romana no Brasil fosse realmente cheia do Espírito Santo de Deus – não teríamos índices de pecados e desgraças como tempos em nossa Sociedade, porque o segundo grande pilar da Civilização deveria ser a Religião e ela está visivelmente FALIDA. É “blá, blá, blá” de missais e mimimi de ladainhas inúteis – a modernidade, o secularismo, o materialismo e a infidelidade colossal da própria Igreja, juntos, literalmente acabaram de pôr uma pá de cal sobre esta coisa morta que é o Catolicismo Romano.

Não é à toa que, ao lado da falência “Evangélica e Protestante” que vai na mesma direção do formalismo religioso patético e dos gritos de hipnotizadores cheios de neurolinguística em TV – a fé cristã está no buraco podre da inutilidade na vida real das pessoas.

A ética que temos aqui e agora é a que já tem 4 milhões de “desigrejados” compondo a Segunda Maior Igreja Evangélica do Brasil – sem um líder humano na cabeça, porque já nos convencemos que estes líderes são verdadeiros “filhos do Diabo” e também “duma puta” (no sentido figurado de Apocalipse 17:3).

Acorda Bernardo!

Tu estás a defender uma coisa podre, dominada por gente podre, com uma doutrina falida porque está podre pela mistura com toda sorte de bagaceira e a da vez agora é “Teologia da Libertação” (Comunismo) e que não tem um projeto decente para apresentar é só empulhação e um monte de porcarias exteriores – da mesma maneira que o Mundo Protestante Organizado está ajustado e com saudades dos “donativos de Lula e do PT”! (Áureos dias de um Eduardo Cunha evangélico e canalhocrata até os tampos do rabo! Do rabo do Capeta é claro!))

O Cristianismo está sendo extinto pelos seus “supostos defensores” e é exatamente nestas horas que “as Igrejas subterrâneas” das famílias e casas de gente que sabe ler, escrever, ver, ouvir, ponderar e orar diretamente a Deus sem mediação de nada (nem de Maria, nem santos e sabe-se-lá-mais quem!) pedem ao Senhor, diretamente, o que há muito já foi escrito:

“Então Me invocareis, e ireis, e orareis a Mim, e Eu vos ouvirei. E buscar-Me-eis, e Me achareis, quando Me buscardes com todo o vosso coração.” (Jeremias 29:12,13) –

A meta, Bernardo, não é “o reino da Terra” que “jaz no Maligno” (1ª João 5:19) e sim a garantia de que na morte possamos ter a “bendita esperança” da Segunda Vinda de Cristo como fato e segurança nos termos de Tito 2:11-15 e onde aguardamos “novo Céu e nova Terra” – tema que nem de longe os Católicos dão qualquer atenção, contrariando aquele que dizem ter sido o primeiro Papa. A Tradição paganista que domina a Igreja Constantiniana impede que se entenda a clareza destas palavras:

“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os Céus passarão com grande estrondo e os elementos, ardendo, se desfarão; e a Terra e as obras que nela há se queimarão. havendo, pois de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato e piedade, AGUARDANDO E APRESANDO-VOS PARA A VINDA DO DIA DE DEUS, em que os Céus em fogo se desfarão e os elementos ardendo se fundirão? MAS NÓS, SEGUNDO A SUA PROMESSA, AGUARDAMOS NOVOS CÉUS E NOVA TERRA, EM QUE HABITA A JUSTIÇA. Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dEle sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.” (2ª Pedro 3:10-14)

O que tu e todos nós estamos testemunhando nesta constatação deste teu vídeo, é apenas mais um pequenino detalhe de uma coisa que há muito tempo: “se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e odiável. Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela” (Apocalipse 18:2-3).

Lamento por você ainda não ter percebido isto! Deus cuidará dos que Ele quiser salvar e da forma que achar melhor! Saúde!

Da Questão dos Desigrejados!

É notório que há um enorme debate sobre a questão das pessoas que (1) visitam as Igrejas mas não querem compromissos com ela e leia-se compromisso com ‘deixar dinheiro na caixinha’; (2) também os que pretendem uma vida espiritual longe de ‘monitoramentos e manipulações’ de pastores e teologistas de plantão que pretendem determinar regras para a vida das pessoas quando eles mesmos são cheios de furos e problemas mal-resolvidos em suas próprias vidas.

A conversa “mole” de que “devemos olhar para Jesus e não para as falhas da Igreja” é a chave ou gatilho que justifica o sujeito responder à isto assim; “pois é, estou em minha casa cuidando da minha vida, vá cuidar da sua!”

O assunto foi tema de investigação nas seguintes Revistas de importância no Mundo Evangélico:

Quem quiser entender claramente como funciona este MODELO DE IGREJA, poderá ler sobre ele numa breve enunciação neste link aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Igreja_orgânica

Para uma incursão um pouco mais ampla sobre a Igreja Orgânica, sugiro uma primeira leitura destes materiais aqui:

Da Minha Posição!

Na data de hoje, em que escrevo estas linhas, estou entre uma tentativa de entender em que, exatamente (1) o dogmatismo, (2) a ortodoxia formalista exterior, (3) a falta de irmandade/fraternidade real das pessoas e (4) a bobagem de que ‘a minha Igreja é a certa’ – tem, se é que tem – qualquer conexão com a espiritualidade que todos os cristãos realmente desejam encontrar.

Talvez este seja o tema sempre presente no cenário da Igreja Cristã ao longo dos séculos e todos os chavões sobre “ficar no rebanho” eu conheço; mas, ainda não tenho isto bem definido e fechado. Não vejo a Comunidade onde se possa desenvolver uma conexão limpa e simples em relação ao Evangelho – tudo é sempre muito institucional e administrativo, com Chefes que mandam e desmandam como se um esquema “feudalista” fosse a Congregação onde atuam.

Por outro lado, vejo vantagens materiais interessantes com reflexos no espiritual na obra denominacional, naquilo que efetivamente me interessa em linha direta: publicação de livros, Seminários com trabalhos excelentes, uma contenção da desgraça social que seria muito maior entre os analfabetos espirituais sem a presença da Igreja (tanto Católica como Protestantes!), por exemplo? O que seria da Saúde Pública Brasileira sem as “Santas Casas de Misericórdia”? Elas representam mais de 70% de todo o atendimento hospitalar brasileiro, de sorte que apenas um idiota não reconheceria isto!

Bem, não fundei a “Igreja das Igrejas” e nem pretendo. Muito menos serei eu o “reformador, da reforma da reforma” em sua milionésima edição. É uma tarefa inútil para “um Mundo que jaz no Maligno”. Por isto eu seja, de certo modo, simpático à esta tal Igreja Orgânica que é objeto de minha investigação na atualidade.

Shalom!

Prof. Dr. Pr. Jean Alves Cabral

http://pastorjean.com.br/

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas