O Caso do Menino Que Agrediu Funcionários da Escola!

Pra quem não sabe o que o Socioconstrutivismo fez com a estrutura da Educação Fundamental;

Pra quem não sabe o que significa o “desconstrucionismo” da Escola de Frankfurt com Teodor Adorno, Erich Fromm, Herbert Marcuse, Georg Lukács, Karl Korsch, dentre outros alemães perturbados mentais que com dinheiro de um Argentino/Alemão Félix Weill, que odiava o pai capitalista e usou a riqueza deste para criar este lixo, mas que na verdade eram indivíduos que tiveram conexões emocionais com o Nazismo e ficaram perturbados da mesma forma que Che Guevara, Fidel Castro, Mao-Tsé, dentre outros lunáticos comunistas;

Para quem não sabe o que significa esta “Lei da Palmada” onde o Estado condena à cadeia e à perda do emprego o Professor ou Funcionário que reagir à agressão dos jovens e crianças e têm que levar pancada pacificamente e não pode nem sequer segurar o moleque até que os pais cheguem, mas devem apanhar;

Para quem não sabe o que significa o lixo da tal “Pedagogia do Oprimido” do imbecil do Paulo Freire com a sua teoria esdrúxula de que o Professor representa “o opressor” de um “sistema dominador” de pobres e proletários subjugados no Mundo Opressor e mais ainda, que pensa que é a razão do pobre ser pobre é a Classe Média que a Marilena Chauí odeia e chama de desgraça imunda e deve ser morta com uma “bola bala” conforme disse o outro imbecil do Mauro Iasi num Congresso Esquerdopático e foi amplamente aplaudido;

Pra quem acha que é normal uma criança negra, com menos de 12 anos atuar com desobediência e sair batendo em funcionários, que são trabalhadores e que, os filhos e parentes destes funcionários não vão querer vingança diante da humilhação de “SUA MÃE” e que tudo vai ficar por isto mesmo;

Pra quem acha que sabe qualquer coisa sobre Educação e não sabe nem ler o que estou escrevendo porque é imbecil (analfabeto) demais para sequer ler ou interpretar estas considerações e achar que o problema é “o garoto específico” e não um MODELO DEMONÍACO que o Brasil tem que extirpar imediatamente;

Para quem fica preocupado com a “vida coletiva” e não percebe que a metade do Sistema de Educação é uma enorme organização de pessoas que fofocam umas das outras e fazem intrigas com permanente autossabotagem, e que este é um fato já tornado cultural no ambiente da “Educação” em todos os níveis;

Pra quem não sabe exatamente o que é a desgraça criada por figuras como os Petistas que afundaram a nossa Nação neste modelo de Educação do “ilustre” Fernando Haddad que recebeu do outro “ilustre” Fernando (FHC) este padrão do Socialismo Gramshista (Antonio Gramshi), que eles exaltam na forma do pensamento de Emília Ferreiro ou Jean Piaget;

Pra quem não sabe que agora em 2019, somos a pior taxa de alfabetização da América do Sul e que somos a pior do Mundo pelo teste PISA;

Pra quem não entendeu que as nossas Escolas estão há cerca de 20 anos imersas num modelo que exalta o rebelde no ensino, com funcionários mal pagos (muito mal pagos) e que ainda têm que aceitar esta humilhação e que, se forem à favor da Escola Militar que Jair Bolsonaro quer criar, são perseguidos internamente por seus colegas viciados em Socialismo Revolucionário e que apoiam “liberação das drogas”;

Pra quem ainda pensa que temos que ser “a resistência” e incentivar o “ódio dos negros” (e eu sou um negro) e que é normal uma criança negra com menos de 12 anos querer bater nas pessoas e que se ela tivesse 15-16 anos, com acesso às drogas que pululam facilmente nas Comunidades (e também na Zona Rica), meteria uma bala na cara destes funcionários e por isto mesmo devemos LIBERAR AS DROGAS;

Pra quem acha que “pobre e negro” é oprimido e deve, desde os 9-10 anos, sair agredindo as pessoas no Mundo e que a dita “consciência negra”, que revive a escravidão de mais de 150 anos é o melhor caminho e não a “Psicologia da Autoafirmação”, “a Fé em Deus e em Si Mesmo” (1ª Coríntios 3:16-17), ou tornar o “negro-pobre” um sujeito empreendedor, inovador, cientista e técnico, mas pelo contrário, manter sua mente focada em “ódio racial”, porque todo o Sistema supostamente quer o negro escravo e ele deve “reagir”;

Pra quem imagina que simplesmente porque eu sou negro, então eu não devo desejar um Curso Técnico ou Tecnológico que me deixa mais próximo da formação superior por vocação e opção e não esta figura ridícula manipulada pelos ditos “movimentos sociais”, que consideram cada envolvido apenas “massa de manobra” pra defender bandidos da esquerdopatia nacional e intelectualmente muito contestáveis;

Pra quem acha que tudo que escrevi não é uma crítica profunda a Michel Foucault, Pierre Bourdieu, Emília Ferreiro, Jean-Jacques Rousseau, Jean Piaget, Karl Heinrich Marx, Friedrich Engels, ou o idiota do Pierre-Joseph Proudhon e, pior ainda, não consegue ler ou entender nada e fica com raiva ou me acha “pedante”; e,

Imagina que se trata de uma consideração sobre uma questão “pontual” e “específica”;

Tenho a declarar que:

Extraído de https://www.imdb.com/name/nm1179683/

A criança fica deste jeito aí: viu?

Imagina quando ela tiver 15-16 anos, com uma arma que o narcotráfico facilmente fará chegar às mãos dela que, odiando a Escola, vai buscar “meios de vida” na alma psicopática dos entorpecentes, à começar pela “ilustre” maconha que é medicinal e deve ser usada nesta criança para acalmá-la (dirão os maconhoterapeutas);

A coisa é grave!

Temos que ter urgentemente um Choque de Gestão que seja capaz de mobilizar as Famílias, as Igrejas (grandes culpadas pela omissão), as Instituições da Educação (e ainda bem que o Ministro Abraham Weintraub está concentrado em resolver esta bagunça!) e, sobretudo, que crie “novos meios de comunicação” para enfrentar com inteligência, esta calamidade hedionda e vergonhosa;

Precisamos de um resgate das ideias dos nossos grandes educadores integralistas Anísio Teixeira, Lourenço Filho, Fernando de Azevedo, Gustavo Capanema, Leonel Franca e Alceu Amoroso Lima – que defendiam uma Escola onde o indivíduo deve ser ajudado a ser uma pessoa alfabetizada plenamente e depois ser livre para construir sua realidade a partir de suas vocações e, ao mesmo tempo, SEM PERDER NOSSO TEMPO, amplamente tecnológica, contemporânea e inclusiva em termos de acessibilidade da visão holística e mundial que nos cerca.

Sou cristão, portanto, conservador nas abordagens por causa da doutrina (João 17:7,17); sou liberal econômico porque a liberdade não é possível fora deste modelo (2ª Tessalonicenses 3:9-11); sou pragmático no sentido de que devemos ter uma Agenda de Ações bem definidas e sistematizada para conquistar um padrão digno de nossa elevada condição humana (Provérbios 21:5; 22:29), que é a que foi preconizada por Cristo e relatada no Evangelho (1ª João 2:6; Mateus 4:23; 9:35 e Atos 10:38), mas também sou brasileiro e me corta o coração ver uma criança dominada por algum espírito maligno (Provérbios 23:13; 29:15), querendo agredir e espancar funcionários que o conhecem pelo nome e que apenas tentavam acalmá-lo até que seus pais fraquíssimos na educação doméstica chegassem!

Deus nos ajude!

Prof. Pr. Jean Alves Cabral

www.pastorjean.com.br

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *